Please reload

Tags
Destaque

Vinho de Talha: uma produção (quase) milenar

January 29, 2019

1/10
Please reload

Produção de vinhos: Como estamos?

25.09.2015

 

Definitivamente, não há dúvidas sobre a conquista de espaço do nosso país no cenário de produção vitivinífera. Por conta disso, destaco algumas informações para tentar ilustrar melhor esse tema. Vamos a elas:

 

* dados 2013 e 2014 do Instituto Brasileiro do Vinho(Ibravin)

** dados IBGE 2012

 

Podemos afirmar que a produção nacional de vinhos(finos e de mesa) foi de 329.196.784 litros*, desses, 56.538.482 litros* foram de vinhos finos(uva vitis vinífera) e onde importamos 81.229.244 litros*. Logo, estima-se um consumo de 137.767.726 litros*, considerando uma população de 202.768.562**, temos um consumo per capita de 2,0 litros. Ou seja, comparando com nossos vizinhos Uruguai, Argentina e Chile que tem média de 26, 24 e 19 litros per capita, respectivamente, podemos constatar que o nosso mercado encontra-se engatinhando.  Se apenas considerarmos a produção de vinhos finos(56.538.482 litros*), nosso consumo cai para menos de 1 litro per capita(0,7 litros). 

 

Daí, podemos constatar que esse mercado possui vasta possibilidade de crescimento, permitindo boas oportunidades de negócios, tanto no que se refere ao desenvolvimento tecnológico, na aquisição de máquinas e equipamentos para o setor produtivo, melhoria no processo logístico, no desenvolvimento de sistemas integrados que auxiliarão nos processos de armazenagem, compras e distribuição.

 

Consequentemente, a necessidade da capacitação dos recursos humanos, que terão que se especializar para poder gerir as ferramentas desenvolvidas.

 

Também identifica-se novas oportunidades para os representantes de vendas, aplicativos digitais, realidade no mundo globalizado e que ajuda no canal produtor X cliente, permitindo vender os produtos a distância.

 

Sendo assim, podemos afirmar que o nosso mercado vinícola permite, vou mais além, precisa de inserção de agentes capazes de apresentar soluções capazes de alavancar definitivamente esse negócio. Pois, percebe-se que o setor de marketing dos principais produtores nacionais deixa a desejar, a não ser que estejam satisfeitos com suas posições de mercado. O que não acredito. 

 

Portanto, ratifico que nós, quero dizer, enófilos e aficccionados por vinhos finos, buscamos soluções viáveis para podermos encontrar com facilidade em nossas praças para apreciar mais vinhos finos nacionais de qualidade a preços justos.  Assim, podermos dar preferência ao nosso vinho ao invés dos vinhos importados, principalmente os chilenos e argentinos, preferências atuais. 

 

     

Please reload

© Senhor dos Vinhos. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Instagram Social Icon
  • Twitter B&W
  • Facebook B&W